Última hora

Última hora

Documentário: De Klerk, o outro homem por detrás do fim do Apartheid

Em leitura:

Documentário: De Klerk, o outro homem por detrás do fim do Apartheid

Tamanho do texto Aa Aa

Para alguns sul-africanos, Frederik de Klerk, não passa de uma memória longínqua, quase desconhecida. O ex-presidente sul-africano, que ajudou a

Para alguns sul-africanos, Frederik de Klerk, não passa de uma memória longínqua, quase desconhecida.

O ex-presidente sul-africano, que ajudou a negociar o fim do Apartheid e a libertar Mandela da prisão, em 1990, é o protagonista em “The Other Man”, um documentário de Nicolas Rossier:

“Há Mandela e há sempre fotografias de de Klerk e Mandela, mas de cada vez que há uma história sobre Mandela, de Klerk aparece explicado em um ou dois minutos. Então pensei que gostava de entender o que realmente aconteceu com ele”.

É, de facto, de Nelson Mandela que se fala quando se pensa no Apartheid e no fim deste regime opressor. Deixa-se de lado este controverso homem, as suas relações com Mandela nem sempre foram fáceis, mas, para o realizador, de Klerk sob aproveitar o momento:

“Houve uma oportunidade e penso que de Klerk a aproveitou. Mas o que foi interessante é que ninguém conhecia o seu histórico, não se sabia de onde ele vinha.”

Mandela e de Klerk partilharam o Prémio Nobel da Paz em 1993, pelo seu contributo para o fim da supremacia da minoria branca na África do Sul e para a criação das bases da democracia.

Rossier espera que o seu documentário seja, também ele, uma base para se criar uma discussão sobre estes temas:

“Penso que o filme é uma boa âncora para o debate sobre o racismo e o legado do apartheid. E sobre outro legado do qual não falamos. Penso que muitas pessoas vão assistir ao filme, não apenas numa perspetiva de resolução de conflitos, mas também porque o racismo continua a existir na nossa sociedade.”

A película, que retrata o outro homem por detrás da libertação da África do Sul, pode ser vista em algumas salas dos Estados Unidos da América.