Última hora

Última hora

Detidos oito espanhóis por combater no Leste da Ucrânia ao lado de separatistas pró-russos

Acusados de cumplicidade em homicídios, entre outros crimes que poderão vir a ser invocados, oito espanhóis que estiveram no Leste da Ucrânia a

Em leitura:

Detidos oito espanhóis por combater no Leste da Ucrânia ao lado de separatistas pró-russos

Tamanho do texto Aa Aa

Acusados de cumplicidade em homicídios, entre outros crimes que poderão vir a ser invocados, oito espanhóis que estiveram no Leste da Ucrânia a combater ao lado dos separatistas pró-russos foram presos esta sexta-feira, ao voltarem a Espanha.

A ofensiva em que participaram pode constituir uma violação à “neutralidade do Estado Espanhol” em relação ao conflito, de acordo com o ministério do Interior.

Os homens acabaram por ser detidos no âmbito da operação “Danko”, realizada em várias regiões do país, incluindo Madrid e Barcelona.

Terão sido identificados, em parte por causa da informação que colocaram nas redes sociais, com vídeos e fotografias em que envergavam uniformes paramilitares e em que empunhavam espingardas de assalto e engenhos explosivos.

As autoridades ucranianas falam em cerca de 30 mil combatentes estrangeiros envolvidos no conflito. A maioria são russos e homens de antigas repúblicas soviéticas, mas também terão sido identificados “mercenários provenientes de Israel, da Sérvia, de Itália e do Brasil”.

Alinhados por Kiev, cerca de mil voluntários estrangeiros combateram ao lado do exército ou integrados em milícias pró-governamentais.