Última hora

Última hora

Ucrânia: OSCE confirma retirada de armamento pesado das linhas da frente

No âmbito dos últimos acordos de paz assinados em Minsk e sob a supervisão da missão de observadores da Organização de Segurança e Cooperação na

Em leitura:

Ucrânia: OSCE confirma retirada de armamento pesado das linhas da frente

Tamanho do texto Aa Aa

No âmbito dos últimos acordos de paz assinados em Minsk e sob a supervisão da missão de observadores da Organização de Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), as forças da autoproclamada República popular de Donetsk, começaram a retirar armamento pesado das linhas da frente.

O exército ucraniano, também no mesmo quadro, e igualmente sob a supervisão da missão da OSCE, começou a retirada dos canhões de 100 milímetros da linha da frente, no que diz ser o primeiro passo da retirada do armamento pesado.

Em videoconferência com o Conselho de Segurança da ONU, Ertugrul Apakan responsável pela missão da OSCE na Ucrânia fez o ponto da situação:

“As operações de combate foram significativamente reduzidas na zona de conflito, embora alguns disparos tenham ocorrido nas imediações do aeroporto de Donetsk e da cidade de Mariupol. Também temos indicações baste claras que ambos os lados estão a dar passos para o cumprimento dos acordos de Minsk”, disse o embaixador.

Desde o cessar-fogo que entrou em vigor no passado dia 15, os separatistas tomaram Debaltseve, ponto estratégico sobretudo para as ligações de caminho-de-ferro no leste da Ucrânia, e concentram forças no perímetro de Mariupol, a cidade portuária situada junto ao Mar de Azov, pelo que existem receios de que esta cidade seja o próximo alvo dos separatistas pró-russos.