Última hora

Última hora

Piloto detida na Rússia condecorada "Heroína da Ucrânia"

Em leitura:

Piloto detida na Rússia condecorada "Heroína da Ucrânia"

Piloto detida na Rússia condecorada "Heroína da Ucrânia"
Tamanho do texto Aa Aa

Nadezhda Savchenko foi capturada pelas forças rebeldes no leste da Ucrânia e entregue há oito meses à Rússia, onde é acusada de cumplicidade na morte de dois jornalistas. A piloto da força aérea ucraniana nega a acusação, que lhe pode valer uma pena até vinte anos de prisão. Há dois meses iniciou uma greve de fome, durante a qual já perdeu 17 quilos.

Esta segunda-feira, o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, concedeu-lhe o título de “Heroína da Ucrânia”. Uma condecoração que, tal como o assento de deputada atribuído nas últimas eleições, deverá valer-lhe de pouco em mais um braço-de-ferro entre Moscovo e Kiev.

As autoridades russas acusam Nadezhda Savchenko de transmitir as coordenadas onde se encontravam os jornalistas que foram mortos por um obus de morteiro.

Em Kiev, os populares reclamam o seu regresso. No domingo realizou-se mais uma manifestação de apoio à piloto, que se tornou num símbolo da resistência ao que consideram ser a agressão russa.