Última hora

Última hora

Liga portuguesa, J23: Benfica reencontra nota artística, Sporting perde no Porto e diz adeus ao título

Em leitura:

Liga portuguesa, J23: Benfica reencontra nota artística, Sporting perde no Porto e diz adeus ao título

Tamanho do texto Aa Aa

Regressou Gaitán, regressou com ele a nota artística que há já algum tempo não era vista no Estádio da Luz. O Benfica consolidou a liderança em grande estilo, com a maior goleada da Liga até ao momento: 6-0 ao Estoril.

Um resultado que permitiu aos encarnados assistir tranquilos ao clássico entre Porto e Sporting que praticamente afastou a equipa leonina da luta pelo título.

Na Luz, os 46 712 espetadores (uma assistência superior à do clássico do Dragão) presentes tiveram direito a exibição de gala. Luisão abriu caminho à goleada como ele bem gosta, usando a cabeça.

Sálvio, Pizzi, Lima e Jonas, por duas vezes, também fizeram o gosto ao pé. O português parece ter ganho definitivamente um lugar no meio campo encarnado.

Apesar da goleada, a equipa em melhor forma na Liga Portuguesa é outra: o Sporting de Braga. A equipa de Sérgio Conceição somou a sexta vitória consecutiva e está já a morder os calcanhares ao Sporting.

Apenas um ponto separa os arsenalistas do terceiro lugar, o último que dá acesso à Liga dos Campeões.

No Estádio dos Arcos, o Braga levou de vencida o Rio Ave por 2-0 com golos de Zé Luís e Salvador Agra. A prova dos nove está marcada já para sexta-feira, quando o Sporting de Braga receber o FC Porto.


E se os Guerreiros do Minho somam e seguem, os seus grandes rivais do Vitória de Guimarães colocaram finalmente um ponto final a uma série de cinco jogos sem conhecer o sabor da vitória.

No jogo que abriu a 23ª jornada, Josué marcou o golo que valeu três pontos frente ao Marítimo. A equipa vimaranense segue tranquila na quinta posição mas já a seis pontos dos bracarenses, nos madeirenses, o técnico Leonel Pontes não resistiu aos maus resultados.

O resultado deixou ainda o Belenenses mais distante do sonho europeu. A equipa de Lito Vidigal foi derrotada em casa pelo Paços de Ferreira no encontro que fechou a 23ª jornada. Bruno Moreira marcou o tento solitário no Restelo.

Quem tem vindo a subir na tabela é o Nacional da Madeira. A equipa de Manuel Machado não sentiu grandes dificuldades para levar de vencida o Vitória de Setúbal por 3-0, num encontro que começou no sábado e apenas terminou no domingo.

O culpado foi o do costume na Choupana: o nevoeiro, que permitiu apenas doze minutos de futebol no sábado sendo os restantes cumpridos no dia seguinte. Luís Aurélio, Marco Matias e o inevitável Lucas João (leva já seis golos nos últimos oito jogos) foram os marcadores de serviço.

Na zona perigosa da tabela, o Arouca foi a Coimbra roubar um ponto à Académica, que continua sem vencer perante os seus adeptos. Gil Vicente e Boavista também dividiram os pontos em Barcelos. Já o Penafiel até chegou ao descanso a vencer mas foi incapaz de segurar a vantagem na receção ao Moreirense e acabou derrotado por 2-1.