Última hora

Última hora

Justiça russa rejeita libertação da ucraniana Nadezhda Savchenko

Um tribunal russo rejeitou o apelo para a libertação da deputada e ex-piloto ucraniana Nadezhda Savchenko, que está em greve de fome desde meados de

Em leitura:

Justiça russa rejeita libertação da ucraniana Nadezhda Savchenko

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal russo rejeitou o apelo para a libertação da deputada e ex-piloto ucraniana Nadezhda Savchenko, que está em greve de fome desde meados de dezembro, e cujo estado de saúde é considerado preocupante.

Nadezhda Savchenko foi capturada pelas forças rebeldes no leste da Ucrânia e entregue há oito meses à Rússia, onde é acusada de cumplicidade na morte de dois jornalistas. A antiga piloto de helicópteros da força aérea ucraniana nega a acusação, que lhe pode valer uma pena até vinte anos de prisão.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, que na segunda-feira lhe concedeu o título de “Heroína da Ucrânia”, escreveu uma carta a Vladimir Putin pedindo a libertação imediata da deputada por “razões médicas”.

Nadezhda Savchenko é acusada de transmitir as coordenadas da localização dos jornalistas que foram mortos por um obus de morteiro.

Em Kiev, populares reclamaram o seu regresso. No domingo realizou-se mais uma manifestação de apoio à antiga piloto e deputada, que se tornou num símbolo da resistência ao que consideram ser a agressão russa.