Última hora

Última hora

Conselho de Segurança da ONU condena utilização do gás de cloro no conflito sírio

Em leitura:

Conselho de Segurança da ONU condena utilização do gás de cloro no conflito sírio

Conselho de Segurança da ONU condena utilização do gás de cloro no conflito sírio
Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho de Segurança da ONU adotou sexta-feira uma resolução condenando a utilização do gás de cloro como arma química no conflito sírio, sem nomear os culpados.

O texto foi adotado com 14 votos a favor e a abstenção da Venezuela.

O governo sírio e a oposição armada acusam-se mutuamente, e o Ocidente, com os Estados Unidos à cabeça, acusou Damasco.

“Apesar de ter subscrito a Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas, o regime de Assad demonstrou novamente a sua brutalidade ao utilizar o gás de cloro como outra arma bárbara contra o povo sírio”, acusou Samantha Power, embaixadora dos Estados Unidos.

Damasco desmente ter utilizado cloro e afirma ter destruído todas as suas armas químicas.

“É uma grande mentira acusar o governo sírio de algo tão horrível, tão atroz, tão condenável, como o uso de armas químicas e do gás de cloro”, afirmou o embaixador sírio, Bashar Ja’afari.

A maior parte do armamento químico declarado por Damasco foi retirada do país para ser destruída após um acordo entre a Rússia e os Estados Unidos.

Este acordo permitiu evitar uma intervenção militar norte-americana depois de o governo sírio ter sido acusado de utilizar gás Sarin num ataque que fez 1.400 mortos.