Última hora

Última hora

Colorir os velhinhos desenhos animados

Em leitura:

Colorir os velhinhos desenhos animados

Tamanho do texto Aa Aa

“Como transformar os clássicos desenhos animados, a preto e branco e desenhados à mão em animações interessantes para as novas gerações, atraídas

“Como transformar os clássicos desenhos animados, a preto e branco e desenhados à mão em animações interessantes para as novas gerações, atraídas pelas animações 3 D nos computadores?

Num estúdio de animação em Praga, têm surgido algumas ideias nesse sentido que se transformaram em ferramentas e prometem uma nova era para os desenhos animados.

Uma nova era baseada num software capaz de automatizar a coloração sempre demorada dos desenhos feitos à mão. O programa tem sido testado em diversos tipos de desenhos, incluindo desenhos a caneta e lápis, ou os desenhos a preto e branco

Daniel Sykora, perito em computadores da Universidade Técnica da República Checa e coordenador do projeto Cartoon explica:
“Tivémos que desenvolver alguns algoritmos novos para encontrar as fronteiras e identificar as regiões do desenho. Assim, o utilizador só tem que introduzir algumas indicações sobre onde se encontram essas regiões e os algorítimos encontram as fronteiras automaticamente.”.

Os cientistas deste projeto de investigação europeu perceberam mais tarde que o mesmo software não só poderia ser utilizado para restaurar desenhos antigos, mas também para melhorar técnica e artisticamente o potencial da animação atual em 2 D.

“Pode-se, por exemplo, criar uma aproximação em 3D numa imagem desenhada à mão, o que era quase impossível antes, ou muito fastidioso. Pode-se, por exemplo, acrescentar mais informação visual e táctil no desenho e podem-se combinar as duas coisas para produzir imagens que parecem desenhos em 3 D, mas continuam a ser 2 D”, diz Daniel Sykora.

“E como é que estas técnicas podem ser utilizadas pelos animadores?

O software foi criado para ser flexivel e pode ser utilizado para colorir diferentes tipos de desenhos – de forma precisa, mas com muito menos esforço para os desenhadores.

A animadora Zuzana Studená descobre as potencialidades do programa:
“Tanto quanto eu percebi, também poderei utilizá-lo nos filmes de animação que desemho à mão em papel. É uma técnica fabulosa de que gosto muito e de que tenho saudades agora com o uso destas tablets gráficas”.

“Em animação tudo leva muito tempo. Mas com programas como estes vamos conseguir avançar muito mais rapidamente, isso é verdade. E vamos conseguir divertir-nos mais”, acrescenta.

O software foi apenas acrescentado como uma nova função num programa gráfico de design já existente. Um primeiro passo, acreditam os peritos, para um grande ganho de competititvidade na indústria do filme de animação europeu.

Para o gestor de produto da TVPaint, Fabrice Debarge, esta técnica é revolucionária no mundo da animação:

“Estamos prontos a colorir todas as sequências, dezenas e dezenas de imagens com uma simples pincelada. Isto é algo que não éramos capazes de fazer antes. É uma mudança significativa no nosso trabalho. Este novo programa ajuda-nos também a reduzir custos de produção. A coloração é uma tarefa demorada e muitas vezes sub-contratada fora da Europa. Por isso, tudo o que nos faça manter esta atividade na Europa é bem vindo. Vamos poupar tempo. Poder colorir rapidamente os desenhos é um grande desafio”.