Última hora

Última hora

Decisão de anexar Crimeia tomada logo após queda de Ianukovitch

Vladimir Putin admitiu que o processo de anexação da Crimeia foi lançado imediatamente após a queda do presidente pró-russo da Ucrânia, Viktor

Em leitura:

Decisão de anexar Crimeia tomada logo após queda de Ianukovitch

Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin admitiu que o processo de anexação da Crimeia foi lançado imediatamente após a queda do presidente pró-russo da Ucrânia, Viktor Ianukovitch, a 22 de fevereiro do ano passado.

A televisão pública russa divulgou este domingo extratos de uma entrevista ao presidente, que fará parte de um documentário a difundir em breve. Numa das passagens exibidas, Putin reconhece que “na noite de 22 para 23 de fevereiro, terminou às sete horas da manhã” uma longa reunião com “responsáveis dos serviços secretos e do ministério da Defesa”. E, no final, disse “aos colegas: somos forçados a iniciar o trabalho para trazer a Crimeia para o território russo”.

Quatro dias mais tarde, a 27 de fevereiro, um grupo de comandos não identificados e fortemente armados assumia o controlo do parlamento regional da península ucraniana. Um dia depois, a Ucrânia denuncia uma “invasão” russa, com a chegada de 2000 soldados que ocupam vários locais estratégicos da Crimeia.

A península foi formalmente anexada na segunda metade de março de 2014, depois de um referendo regional organizado à revelia de Kiev e apesar da vaga de contestação gerada a nível internacional.