Última hora

Última hora

Grécia: proposta do governo para agentes amadores do fisco gera polémica

Uma das propostas do novo ministro grego das Finanças para combater a fuga ao fisco está a dar que falar, dentro e fora do país. Yanis Varoufakis

Em leitura:

Grécia: proposta do governo para agentes amadores do fisco gera polémica

Tamanho do texto Aa Aa

Uma das propostas do novo ministro grego das Finanças para combater a fuga ao fisco está a dar que falar, dentro e fora do país.

Yanis Varoufakis propôs contratar “donas de casa, estudantes e mesmo turistas” para trabalharem temporariamente como agentes amadores do fisco.

Uma residente de Atenas diz que “se querem lutar contra a fraude fiscal, devem antes olhar para as pessoas que fogem aos impostos, levando o dinheiro para fora do país”.

O governo grego equaciona contratar os voluntários por períodos de dois meses, equipando-os com material de gravação para apanhar os evasores em flagrante delito.

Uma turista afirma que “se vivesse [na Grécia], seria capaz de fazê-lo, porque poderia ganhar dinheiro e ajudar ao mesmo tempo o país. Se todos pagassem os seus impostos a situação estaria melhor, por isso é uma boa ideia”.

Um dos alvos seria os comerciantes que tentam escapar aos impostos ao não passarem recibos aos clientes.

Os partidos Nova Democracia e Pasok, na oposição, classificaram a proposta de “ridícula” e legalmente errada.