Última hora

Última hora

Clinton defende-se acerca de emails

Hillary Clinton respondeu finalmente à polémica acerca da utilização da conta pessoal de correio eletrónico para gerir os emails oficiais, quando era

Em leitura:

Clinton defende-se acerca de emails

Tamanho do texto Aa Aa

Hillary Clinton respondeu finalmente à polémica acerca da utilização da conta pessoal de correio eletrónico para gerir os emails oficiais, quando era secretária de Estado.

A mais que provável candidata à Casa Branca em 2016 reconheceu que não terá sido a melhor escolha, mas sublinhou que não fez nada de ilegal.

Clinton disse que optou “pela conveniência de usar a conta de email pessoal, o que era permitido pelo Departamento de Estado”, porque pensou que “seria mais fácil transportar um único aparelho, em vez de dois, para os emails de trabalho e pessoais. Ao olhar para trás”, reconheceu, “teria sido melhor usar simplesmente uma segunda conta de email e transportar um segundo telefone. Mas na altura, não parecia um problema”.

A oposição republicana critica o facto da ex-secretária de Estado ter esperado até 2014 – dois anos após o fim do mandato – para transmitir os emails oficiais ao departamento de Estado e de só o ter feito após um pedido formal. Clinton diz que não tem nada a esconder e defendeu a publicação de todas as mensagens.