Última hora

Última hora

Eurodeputados aprovam limites máximos para taxas de cartões de débito e crédito

Em leitura:

Eurodeputados aprovam limites máximos para taxas de cartões de débito e crédito

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento europeu aprovou limites máximos para as taxas de utilização de cartões de débito e crédito. A proposta tinha sido feita pela Comissão Europeia em julho de 2013.

Esta terça-feira, 621 eurodeputados votaram a favor. Vinte e seis contra.

A medida entra em vigor seis meses após o voto do Conselho de ministros.

As taxas variavam de país para país. Com a nova regulamentação, os comerciantes vão pagar aos bancos o máximo de 0,2% do montante pago com cartão de débito e o máximo de 0,3% com cartão de crédito.

Na União Europeia, em 2013, havia em circulação 760 milhões de cartões bancários, cerca de 1,5 por cidadão. Em média, as operações rondavam os 49 euros.

Mas os pagamentos com cartões bancários estão a aumentar. Em 2013, totalizaram 100 mil milhões de euros.

A Comissão Europeia estima que os comerciantes possam poupar 6 mil milhões de euros e espera que isso se repercute nos consumidores.

Mas há quem duvide que isso venha a acontecer e a organização europeia de consumidores teme que os bancos subam as taxas bancárias.