Última hora

Última hora

Genebra fala de Direitos Humanos através do cinema

Em leitura:

Genebra fala de Direitos Humanos através do cinema

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 40 filmes foram apresentados no Fórum e Festival Internacional de Direitos Humanos de Genebra, na Suíça. A antiga estrela do futebol, Eric

Mais de 40 filmes foram apresentados no Fórum e Festival Internacional de Direitos Humanos de Genebra, na Suíça.

A antiga estrela do futebol, Eric Cantona, que se dedica agora ao cinema, foi o presidente do júri.

“Um filme, um tema, um debate”, foi o mote para este certame no qual participou, através de videoconferência, Edward Snowden.

O grande prémio para melhor documentário foi para “On The Bride’s Side” de Antonio Augugliara, Gabriele del Grande e Khales Saliman Al Nassiry.

Um poeta palestiniano e o jornalista italiano Gabriele del Grande encontram-se com cinco palestinianos e sírios, em Milão, eles entraram na Europa através da ilha italiana de Lampedusa depois de fugirem à guerra na Síria. Eles decidem ajudá-los a completar a sua viagem até à Suécia, esperando não serem presos.

A fundação da soprano Barbara Hendricks foi premiada com o segundo galardão do festival pelo documentário “Spartacus & Cassandra”, de Ioannis Nuguet. O realizador conta a história de duas crianças ciganas, que vivem em França e que têm de escolher entre os seus pais e um futuro melhor sem eles.

O vencedor do Grande Prémio da Organização Mundial contra a Tortura foi o filme “Tchétchénie, une guerre sans traces”, da realizadora e repórter francesa Manon Loizeau.

Manon Loizeau, ouviu as palavras daqueles que ainda resistem e que não conseguem esquecer os anos de guerra, de ocupação e aqueles que desapareceram.