Última hora

Última hora

Síria: EI tenta recuperar zona conquistada por milícias curdas

As milícias curdas são alvo de uma nova ofensiva do grupo Estado Islâmico no nordeste da Síria. Centenas de combatentes islamitas prosseguem o

Em leitura:

Síria: EI tenta recuperar zona conquistada por milícias curdas

Tamanho do texto Aa Aa

As milícias curdas são alvo de uma nova ofensiva do grupo Estado Islâmico no nordeste da Síria.

Centenas de combatentes islamitas prosseguem o ataque sobre a povoação de Ras El Ayeen pelo segundo dia consecutivo, quando afirmam ter retomado o controlo de sete povoações na área.

Relatos de testemunhas no terreno falam de vários mortos nos dois campos, quando o grupo Estado Islâmico pretende retomar a zona, assim como o controlo sobre um importante eixo rodoviário.

Um novo desafio para as milícias curdas do YPG que representam a primeira linha no combate contra os islamitas, em terra,auxiliadas pelos bombardeamentos da coligação internacional.

Num campo de treino no norte da Síria, um combatente afirma:

“Era um sonho que os curdos, com outras nações, tivessem o seu exército. Mas isso não interessa, curdos, árabes, cristãos, todos participamos na defesa do nosso território. É o nosso dever patriótico e moral”.

Desde há meses que centenas de curdos afluem de vários países, nomeadamente da Europa, para participar no combate contra o EI, apoiados pelos “peshmerga”, os soldados do curdistão iraquiano.

Uma mulher combatente, nas fileiras das milícias curdas YPG explica a sua presença no combate:

“Nós vimos como os islamitas converteram as mulheres em escravas e nós somos contra isto tudo. Nós combatemos contra a escravidão das mulheres”.

A ofensiva do EI ocorre semanas depois das milícias curdas terem conseguido retomar a cidade de Kobani, junto à fronteira com a Turquia.