Última hora

Última hora

Alexander McQueen em destaque no Victoria and Albert Museum

Em leitura:

Alexander McQueen em destaque no Victoria and Albert Museum

Tamanho do texto Aa Aa

Muitas estrelas e muito glamour na inauguração da exposição dedicada ao trabalho de Alexander McQueen no Victoria and Albert Museum, em Londres.

Muitas estrelas e muito glamour na inauguração da exposição dedicada ao trabalho de Alexander McQueen no Victoria and Albert Museum, em Londres.

O estilista, que se suicidou em 2010, deixou marcas importantes no mundo da moda:

“No mundo de hoje todos os jovens designers sentem que devem encaixar-se na sociedade. Alexander McQueen nunca esteve interessado nisso, ele quebrava as regras e foi isso que lhe deu força”, explica a editora de moda Suzy Menkes.

“Incrivelmente emocionante, muito revigorante, constantemente cheio de ideias interessantes, que outras pessoas não tinham. Um jovem brilhante”, diz o fotógrafo Nick Knight.

“Com os seus vestidos, ele levava-nos sempre a experimentar diferentes emoções nos seus desfiles. Nunca sabíamos de onde tinha saído aquilo ou como é que ele tinha chegado ali. São muitas emoções”, desabafa a modelo Eva Herzigova.

McQueen era conhecido como um homem reservado que evitava as luzes da ribalta. Recusou a maioria de pedidos de entrevista e não tinha o culto da personalidade.

O estilista ajudou a desencadear o renascimento da moda em Londres, adormecida desde a explosão do punk na década de 1970.

Os seus desfiles eram eventos de destaque nas semanas da moda de Paris ou Londres:

“O sucesso devia-se à habilidade para contar histórias, as suas apresentações na passarela não eram apenas um desfile de roupa, ele criava uma narrativa, muitas vezes chocante, mas também perturbadora. Mas ele não tinha apenas o desejo de surpreender e de chocar, para ele, fazer roupas significava muito mais do que um desfile numa passarela”, adianta Sonnet Stanfill, a curadora da exposição.

“Savage Beauty” é uma versão mais ampla da mostra que esteve no Metropolitan Museum of Art que recebeu centenas de milhares de visitantes. Em Londres, a exposição pode ser visitada até agosto.