Última hora

Última hora

Japão apresenta Halihodzic a pensar no Mundial de 2018

Bósnio vai ganhar 2 milhões de euros por ano e sucede ao mexicano Javier Aguirre, despedido em fevereiro devido a suspeitas de corrupção

Em leitura:

Japão apresenta Halihodzic a pensar no Mundial de 2018

Tamanho do texto Aa Aa

Vahid Halihodzic chegou esta sexta-feira, 13, a Tóquio e foi apresentado de forma oficial como novo selecionador de futebol do Japão.

Point of view

Há alguns treinadores que dizem querer jogar como o Barcelona, outros como o Brasil. Nós vamos jogar como o Japão joga. Vamos encontrar a nossa própria identidade

O treinador bósnio, de 62 anos, que já passou pelo Paris Saint-Germain, vai suceder ao mexicano Javier Aguirre, afastado da equipa nipónica no mês passado devido às suspeitas de corrupção de que foi alvo.

“Queremos evitar o risco de que este caso afete a nossa qualificação para o próximo Mundial. Decidimos, por isso, rescindir com o treinador Aguirre”, justificou, na altura, o presidente da federação nipónica, Kuniya Daini.

Halihodzic, por seu turno, assume o cargo com vontade de romper com o passado recente. “Penso que esta equipa perdeu dinâmica desde o Mundial do Brasil e continua em queda. Há alguns treinadores que dizem querer jogar como o Barcelona, outros como o Brasil. Nós vamos jogar como o Japão joga. Vamos encontrar a nossa própria identidade”, prometeu o bósnio.

O treinador teve uma passagem brilhante pelo Mundial do Brasil, apurando pela primeira vez a Argélia para a segunda fase. Nos oitavos-de-final, a equipa dos “portugueses” Slimani e Brahimi vendeu a cara a derrota (1-2, no prolongamento) à, entretanto, campeã do Mundo, a Alemanha.

Após o Mundial, Halihodzic assumiu a equipa do Trabzonspor, da Turquia, onde orientou o internacional português José Bosingwa e o ex-benfiquista Oscar Cardozo. Com um pesado ordenado de 1,6 milhões de euros anuais e fracos resultados desportivos, o bósnio apenas aguentou quatro meses no clube turco.

A disponibilidade imediata, sem necessidade de uma transferência, terá pesado na opção do Japão, que também teria em ponderação os nomes do dinamarquês Michael Laudrup (atualmente no Lekhwiya, do Qatar) e do brasileiro Oswaldo de Oliveira (Palmeiras).

Halihodzic assinou com a federação nipónica até final do Mundial de 2018, a disputar na Rússia, e vai auferir cerca de 2 milhões de euros por ano.