Última hora

Última hora

Síria: 200 mil mortos em quatro anos de guerra

Foi há quatro anos que se realizou a primeira manifestação na Síria contra o presidente Bashar al-Assad. A guerra civil que se seguiu fez cerca de

Em leitura:

Síria: 200 mil mortos em quatro anos de guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Foi há quatro anos que se realizou a primeira manifestação na Síria contra o presidente Bashar al-Assad. A guerra civil que se seguiu fez cerca de 200 mil mortos, de acordo com a ONU que avança outros números terríveis: quase 4 milhões de refugiados nos países vizinhos e 7,5 milhões de deslocados na Síria. Para a Unicef, há cerca de 14 milhões de crianças afetadas pelo conflito que se estendeu ao vizinho Iraque. Mas em Aleppo, o pequeno Mohamed apenas pede a Deus para ser o melhor aluno da classe, para que o pai que está no Paraíso se orgulhe dele e dos seus irmãos.

Aleppo é uma cidade dividida e os habitantes dispõem apenas de uma hora e meia de eletricidade por dia. Mas a situação na capital não é muito melhor. A família de Um Bashir teve de se refugiar em Jaramana, um subúrbio de Damasco. Os sete elementos da família partilham um quarto sem condições.

“Eu desejo regressar a casa e gostava que as pessoas acordassem e parassem com a guerra. Eu perdi a esperança. Vivo em condições muito difíceis com os meus filhos mas dou graças a Deus” – afirma Um Bashir.

Além das dificuldades no terreno, as agências humanitárias confrontam-se com falta de dinheiro. De acordo com as Nações Unidas, em 2013 o financiamento cobriu 71 por cento das necessidades. Um valor que em 2014 caiu para 54 por cento.