Última hora

Última hora

Vanuatu: Populações constroem abrigos com o que resta das casas

Três dias após a passagem do ciclone Pam, os habitantes das ilhas de Vanuatu começam pouco a pouco a tentar recuperar o que é possível dos escombros

Em leitura:

Vanuatu: Populações constroem abrigos com o que resta das casas

Tamanho do texto Aa Aa

Três dias após a passagem do ciclone Pam, os habitantes das ilhas de Vanuatu começam pouco a pouco a tentar recuperar o que é possível dos escombros para reconstruir abrigos.

Na ilha de Tanna, cerca de 80% das casas e dos edifícios foram destruídos.

“Não sabíamos o que fazer. Pegámos no colchão e encostámo-lo contra a janela”, conta uma residente ainda em choque.

As equipas de socorro não conseguiram chegar ainda a todas as ilhas por onde passou o ciclone e nalgumas a distribuição de ajuda humanitária é muito difícil.

Como lembra Alex Snary , da organização World Vision’s Disaster , a prioridade neste momento é distribuição de água, comida e a construção de abrigos temporários.

Mas muitas das quase oitenta ilhas do arquipélago não têm aeroportos ou têm pequenas pistas, onde os aviões com a ajuda não podem aterrar.

Em Portvila, a capital, as populações tentam tanto quanto possível retomar um quotidiano.

A UNICEF calcula que cerca de 60 mil crianças ficaram sem escola e considera urgente o regresso às aulas para ajudar as crianças a combater o strees, por isso apela à ajuda da comunidade internacional no fornecimento do equipamento escolar necessário.