Última hora

Última hora

Fabricantes internacionais de automóveis abandonam mercado russo

Em leitura:

Fabricantes internacionais de automóveis abandonam mercado russo

Tamanho do texto Aa Aa

O mercado russo já não faz sonhar as marcas internacionais. Algumas decidem mesmo abandonar a Rússia, onde as vendas afundam devido à contração económica e à forte desvalorização do rublo.

Em fevereiro, as vendas de carros recuaram 38%, em termos anuais, e a Associação de Empresários Europeus considera que é “apenas o início”.

O fabricante automóvel Ssangyong, quarto maior da Coreia do Sul, revela que deixou de exportar veículos para a Rússia em janeiro e que só retoma as vendas quando o rublo estabilizar. A Ssanyong vai centrar as atenções no mercado europeu e chinês.

Já a General Motors (GM) anunciou, na quarta-feira, que vai deixar de vender as marcas Opel e Chevrolet na Rússia e vai fechar a fábrica em São Petersburgo até ao final do ano. A decisão atinge mil postos de trabalho e vai custar 600 milhões de dólares.

O porta-voz do Kremlin lamenta a decisão e recorda que regressar ao mercado será difícil, quando este voltar a crescer.

Também a Hunday baixou as exportações para a Rússia e a Nissan vai parar a produção russa até final de março.

Em 2012, o mercado russo atingiu um valor recorde. Agora, para travar a queda livre, o governo prepara um programa de subvenções para a compra de veículos.

Segundo a Associação russa de Concessionários, algumas marcas vendem os carros com perdas de quase 2 mil dólares.