Última hora

Última hora

O que pode fazer a Europa face à crise líbia e ao fluxo de refugiados?

Quatro anos após os raides aéreos da Europa e dos Estados Unidos que ajudaram a derrubar o ditador Muamar Khadafi, fações rivais lutam pelo poder

Em leitura:

O que pode fazer a Europa face à crise líbia e ao fluxo de refugiados?

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro anos após os raides aéreos da Europa e dos Estados Unidos que ajudaram a derrubar o ditador Muamar Khadafi, fações rivais lutam pelo poder, devastando a Líbia.

Milhares de refugiados rumam à Europa, agravando uma situação já difícil para as autoridades, abraços com milhares de pessoas que fogem da guerra e de uma vida complicada noutras regiões do mundo.

A Líbia pediu autorização à ONU para importar blindados, aviões militares e outras armas para travar o avanço dos militantes islâmicos sobre os campos petrolíferos. A Europa e os Estados Unidos deveriam intervir agora? Como?

A esperança da primavera Árabe esmorece. Como salvar a Líbia de mais caos e derramamento de sangue, tão perto da Europa? O que fazer em relação aos refugiados? Quantos se devem aceitar e quantos devem ser repatriados?

O debate em The Network entre Farida El-Allagi, responsável da Missão líbia junto da União Europeia; Miriam Dalli, socialista maltesa, membro da Delegação do Parlamento Europeu para as Relações com os países do Magreb e da Comissão de Liberdades Civis, Justiça e Assuntos internos, e Marc Pierini, professor convidado do grupo Carnegie Europe e antigo embaixador europeu na Líbia.