Última hora

Última hora

Barcelona dá passo de gigante, equilíbrio a sério só em França

Esta semana todas as atenções dos adeptos de futebol estiveram voltadas para o Camp Nou, onde Barcelona e Real Madrid mediram forças no maior

Em leitura:

Barcelona dá passo de gigante, equilíbrio a sério só em França

Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana todas as atenções dos adeptos de futebol estiveram voltadas para o Camp Nou, onde Barcelona e Real Madrid mediram forças no maior clássico do país vizinho.

O Real Madrid esteve melhor… mas só até ao momento de rematar à baliza. Já os catalães marcaram praticamente nas duas primeiras oportunidades que criaram.

O primeiro golo, de Jérémy Mathieu, até motivou uma reação enérgica dos merengues e o empate de Cristiano Ronaldo 12 minutos depois.

O segundo fez cair a equipa de Carlo Ancelotti, que até então tinha dominado. O Real não mais conseguiu criar perigo, o Barcelona desperdiçou várias oportunidades para fazer o terceiro.

Com este triunfo, a equipa blaugranat deu um passo de gigante rumo à conquista do título espanhol. Só por uma vez os madridistas conseguiram recuperar uma desvantagem de quatro pontos no último terço do campeonato, com Fabio Capello em 2007.

Na Premier League, há muito que Liverpool e Manchester United estão afastados da luta pelo título mas nem por isso a rivalidade é menos intensa, sobretudo quando estão em jogo os milhões da Liga dos Campeões.

A equipa de van Gaal foi a Anfield vencer por 2-1 com dois golos de Juan Mata. O conjunto de Brendan Rodgers não perdia para o campeonato desde 14 de dezembro, quando foi derrotado por 3-0… pelo Manchester United.

O encontro ficou ainda marcado pela expulsão de Steven Gerrard apenas 38 segundos depois de entrar em campo. O capitão dos reds, de saída para o LA Galaxy, jogava o último clássico frente ao United mas despediu-se da pior forma após ter pisado Ander Herrera.

O fim de semana em Inglaterra ficou ainda marcado pelo hat-trick de Harry Kane. O ponta de lança do Tottenham, grande revelação da temporada na Premier League, marcou por três vezes na receção ao Leicester e tem agora onze golos nos últimos oito jogos. Partilha a liderança dos melhores marcadores da Premier League com Diego Costa.

Na Alemanha o Bayern de Munique continua tranquilo na liderança. Mesmo perdendo em casa frente ao Borussia Mönchengladbach, os bávaros seguem na frente com uma vantagem de 10 pontos sobre o Wolfsburg.

No encontro da Allianz Arena, o Mönchengladbach venceu com dois golos de Raffael, o primeiro aproveitando um frango um frango monumental de Manuel Neuer.

A Liga francesa continua a ser pautada pelo equilíbrio. Na 30ª jornada o Lyon foi surpreendido em pleno Stade Gerland pelo Nice e perdeu a liderança para o Paris Saint-Germain, que não sentiu dificuldades para levar de vencida o Lorient por 3-1.

O Marselha goleou o Lens por 4-0 e segue a apenas dois pontos dos parisienses. Também na corrida pelo título está o Mónaco, que venceu em Reims por 3-1. A equipa de Leonardo Jardim está a seis pontos da liderança mas tem um jogo em atraso.

Em Itália, a Juventus impôs-se ao Génova com um tento solitário da Carlos Tévez e tem o scudetto praticamente assegurado.

Há 21 anos

A 23 de março de 1994 Ronaldo vestiu pela primeira vez a camisola do escrete canarinho num amigável frente à Argentina. O início de uma viagem excecional, com 98 internacionalizações, para o Fenómeno.

Ronaldo tinha então 17 anos de idade e entrou a dez minutos dos noventa para o lugar de Bebeto, já com o resultado de 2-0 para os brasileiros no marcador.

Se então não conseguiu mexer com o jogo, o mesmo não se pode dizer da sua carreira. Despediu-se dos relvados em 2011 com dois títulos mundiais no palmarés.