Última hora

Última hora

Possível esconderijo nazi encontrado em região remota da Argentina

Em leitura:

Possível esconderijo nazi encontrado em região remota da Argentina

Tamanho do texto Aa Aa

A investigação ainda está em curso, mas uma equipa de arqueólogos encontrou, numa região remota de selva na Argentina, um local em ruínas que poderá ter sido construído para ser ocupado por líderes do III Reich no caso de uma derrota alemã.

A história viria a confirmar esse mesmo facto bem como um êxodo massivo de nazis e outros fascistas para a Argentina, que acabaram até por viver em cidades, sem esconder-se, à época do presidente Juan Perón.

“É um local defensável, resguardado, inacessível, onde se pode viver escondido em paz. Estamos convencidos que encontrámos um local de refúgio para a hierarquia nazi”, explica Daniel Schávelzon, Diretor do Centro de Arqueologia Urbana da Universidade de Buenos Aires.

No local, dentro do parque Teyú Cuare, próximo da fronteira com o Paraguai, os arqueólogos encontraram uma placa que faz referência a Martin Bormann, o secretário de Hitler, bem como cinco moedas alemãs cunhadas durante o regime nazi e um prato de porcelana fabricado na Alemanha.

De acordo com uma lenda local, Bormann terá vivido nesta região, mas Daniel Schávelzon diz que que não existem evidências para suportar essa teoria.