Última hora

Última hora

PSOE ganha eleições na Andaluzia em escrutínio marcado pela afirmação do Podemos

Os socialistas do PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) ganharam as eleições autonómicas na Andaluzia, mas sem maioria absoluta. Com 47

Em leitura:

PSOE ganha eleições na Andaluzia em escrutínio marcado pela afirmação do Podemos

Tamanho do texto Aa Aa

Os socialistas do PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) ganharam as eleições autonómicas na Andaluzia, mas sem maioria absoluta. Com 47 deputados, a cabeça de lista Susana Díaz conseguiu igualar o resultado de 2012, ainda que na altura tenha sido a segunda força política.

Apostado na renovação, o Podemos conseguiu 15 deputados e tornou-se na terceira força política. Já o Ciudadanos garantiu nove assentos. As duas formações apresentaram-se pela primeira vez a votos na Andaluzia e juntas mostraram que o bipartidarismo pode ter dias difíceis pela frente.

“Somos os protagonistas desta mudança, somos os protagonistas da criação de alternativas, da criação de iniciativas a nível da rua, para responder às necessidades da maioria da população do nosso país, que são bastantes. A cena política na Andaluzia e em Espanha já mudou”, disse Teresa Rodríguez, cabeça de lista do Podemos na Andaluzia.

O Partido Popular de Mariano Rajoy foi o grande castigado da noite. Perdeu terreno e conseguiu apenas 33 deputados. Na prática, são menos 17 assentos em relação aos 50 das eleições de 2012.

O final de 2015 será de eleições legislativas, motivo pelo qual o ano se adivinha de trabalho intenso para reconquistar popularidade.

Francisco Fuentes, Euronews: “Os socialistas mantêm o poder, mas as eleições regionais na Andaluzia abriram uma nova etapa com um novo Parlamento andaluz, a partir de agora, com cinco grupos políticos. O Partido Popular é o grande derrotado deste escrutínio.”