This content is not available in your region

Confronto de titãs na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Maria Joao Carvalho
Confronto de titãs na Ucrânia

<p>O presidente ucraniano, Petro Porochenko, destituiu Ihor Kolomoiskiy, governador de Dnipropetrosvsk, uma região chave do leste do país. Kolomoiskiy é um dos mais poderosos empresários do país, com uma fortuna calculada de 1,8 mil milhões de dólares, segundo a revista Forbes, mas também é a figura de um escândalo político, desde que um grupo não identificado de homens armados entrou na sede da companhia petrolífera Ukrnafta, na noite de 22 de março e a fortificaram com um gradeamento. </p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="en"><p>President signed Decree on dismissal of I.Kolomoyskyi from the post of Dnipropetrovsk <span class="caps">RSA</span> Head <a href="http://t.co/jWySRh5DZA">http://t.co/jWySRh5DZA</a> <a href="http://t.co/ODpbD0XemU">pic.twitter.com/ODpbD0XemU</a></p>— <span class="caps">APU</span> (@APUkraine) <a href="https://twitter.com/APUkraine/status/580698397004419072">March 25, 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>A ação foi desencadeada por uma emenda parlamentar à legislação que regula a participação de privados em projetos de empresas estatais, o que reduzirá o poder do oligarca ucraniano.</p> <p>O Estado detem 50% mais uma ação da Ukrnafta e, a partir de agora pode usufruir dos dividendos, até agora bloqueados pelo outro acionista, Ihor Kolomoiskiy, que detem 42%<br /> Antes da emenda legislativa, era necessário um quorum de 60% para convocar a assembleia geral de acionistas, mas passou a ser de 50%.</p> <p>O ministro da Energia e da Indústria do Carvão, Volodymyr Demchyshyn, afirma que a “fortificação da sede” da Ukrnafta e a aleração da lei estão ligadas: </p> <p>Volodymyr Demchyshyn, Minister of Energy and Coal Industry of Ukraine – Qualquer mudança na gestão de uma empresa deste tipo significa que alguém perde o seu controlo. E se alguem perde o controlo, obtinha lucros e administrava enormes recursos, é de supôr que lute para ninguém arrebatar o controlo dessa empresa.</p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="en"><p>Oligarch army occupying <a href="https://twitter.com/hashtag/Kiev?src=hash">#Kiev</a> oil trader given 24hrs to disarm by govt <a href="http://t.co/jKPmvLYUI7">http://t.co/jKPmvLYUI7</a> <a href="http://t.co/a14BdNNMd2">pic.twitter.com/a14BdNNMd2</a></p>— RT (@RT_com) <a href="https://twitter.com/RT_com/status/580059982734974976">March 23, 2015</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Ihor Kolomoiskiy é um dos oligarcas que controla alguns setores de economia, nomeadamente da energia, da banca, dos Media, da aviação e do aço. Até à mudança da lei, eram pessoas da sua confiança que administravam a Ukrnafta. Nega o papel atribuído. </p> Ihor Kolomoiskiy – É falso. É uma história inventada por alguns especialistas em relações públicas: a história de um Kolomoiskiy zangado e de generosos deputados que recuperam o controlo do petróleo na empresa para cumprir algumas das exigências dos manifestantes de Maidan. A verdade é que a Ukrnafta sempre esteve sob controlo do Estado, tal como os acionistas. O que constatamos é apenas um ato de propaganda: as quotas de popularidade, do partido político que apoiou as emendas à legislação, subiram. Estas pessoas foram apenas reforçar a segurança, por receio de ocupação das empresas. <p>Ihor Kolomoiski tem sido um precioso aliado de Kiev: financiou os batalhões de voluntários que travam o avanço dos separatistas pró-russos no Leste da Ucrânia e um inimigo confesso de Putin, que já se referiu a ele (como um alvo a abater) em vários discursos. </p> <blockquote class="twitter-tweet" lang="en"><p><a href="https://twitter.com/hashtag/HILARIOUS?src=hash">#HILARIOUS</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Russia?src=hash">#Russia</a> issuing an Interpol international arrest warrant for Arsen Avakov & Ihor Kolomoiskiy. via <a href="https://twitter.com/RFERL"><code>RFERL</a> <a href="http://t.co/6JuOiy0SOe">pic.twitter.com/6JuOiy0SOe</a></p>&mdash; espressino (</code>ulvdis) <a href="https://twitter.com/ulvdis/status/480318459138818048">June 21, 2014</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script>