Última hora

Última hora

Confronto de titãs na Ucrânia

O presidente ucraniano, Petro Porochenko, destituiu Ihor Kolomoiskiy, governador de Dnipropetrosvsk, uma região chave do leste do país. Kolomoiskiy é

Em leitura:

Confronto de titãs na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente ucraniano, Petro Porochenko, destituiu Ihor Kolomoiskiy, governador de Dnipropetrosvsk, uma região chave do leste do país. Kolomoiskiy é um dos mais poderosos empresários do país, com uma fortuna calculada de 1,8 mil milhões de dólares, segundo a revista Forbes, mas também é a figura de um escândalo político, desde que um grupo não identificado de homens armados entrou na sede da companhia petrolífera Ukrnafta, na noite de 22 de março e a fortificaram com um gradeamento.

A ação foi desencadeada por uma emenda parlamentar à legislação que regula a participação de privados em projetos de empresas estatais, o que reduzirá o poder do oligarca ucraniano.

O Estado detem 50% mais uma ação da Ukrnafta e, a partir de agora pode usufruir dos dividendos, até agora bloqueados pelo outro acionista, Ihor Kolomoiskiy, que detem 42%
Antes da emenda legislativa, era necessário um quorum de 60% para convocar a assembleia geral de acionistas, mas passou a ser de 50%.

O ministro da Energia e da Indústria do Carvão, Volodymyr Demchyshyn, afirma que a “fortificação da sede” da Ukrnafta e a aleração da lei estão ligadas:

Volodymyr Demchyshyn, Minister of Energy and Coal Industry of Ukraine – Qualquer mudança na gestão de uma empresa deste tipo significa que alguém perde o seu controlo. E se alguem perde o controlo, obtinha lucros e administrava enormes recursos, é de supôr que lute para ninguém arrebatar o controlo dessa empresa.

Ihor Kolomoiskiy é um dos oligarcas que controla alguns setores de economia, nomeadamente da energia, da banca, dos Media, da aviação e do aço. Até à mudança da lei, eram pessoas da sua confiança que administravam a Ukrnafta. Nega o papel atribuído.

Ihor Kolomoiskiy – É falso. É uma história inventada por alguns especialistas em relações públicas: a história de um Kolomoiskiy zangado e de generosos deputados que recuperam o controlo do petróleo na empresa para cumprir algumas das exigências dos manifestantes de Maidan. A verdade é que a Ukrnafta sempre esteve sob controlo do Estado, tal como os acionistas. O que constatamos é apenas um ato de propaganda: as quotas de popularidade, do partido político que apoiou as emendas à legislação, subiram. Estas pessoas foram apenas reforçar a segurança, por receio de ocupação das empresas.

Ihor Kolomoiski tem sido um precioso aliado de Kiev: financiou os batalhões de voluntários que travam o avanço dos separatistas pró-russos no Leste da Ucrânia e um inimigo confesso de Putin, que já se referiu a ele (como um alvo a abater) em vários discursos.