Última hora

Última hora

Bruxelas põe fim às quotas de produção leiteira

Ao fim de 30 anos, a União Europeia põe fim às quotas de produção leiteira. A partir de 1 de abril, abre-se o caminho à liberalização total, temida por alguns pequenos produtores. Mas Bruxelas garante

Em leitura:

Bruxelas põe fim às quotas de produção leiteira

Tamanho do texto Aa Aa

Ao fim de 30 anos, a União Europeia põe fim às quotas de produção leiteira.

Point of view

Haverá um novo instrumento financeiro disponível para todos os Estados-membros que quiserem a ajuda do Banco Europeu de Investimento para a reestruturação da indústria de laticínios.

A partir de 1 de abril, abre-se o caminho à liberalização total e alguns pequenos produtores temem serem excluídos do mercado devido ao poder das grandes explorações.

Ao anunciar a decisão, esta quinta-feira, em Bruxelas, o comissário europeu para a Agricultura, Phil Hogan, admitiu que “a abolição das quotas levanta sempre questões sobre a volatilidade dos preços, mas continuamos a ter mecanismos de regulação do mercado em caso de uma crise grave”.

“Haverá um novo instrumento financeiro disponível para todos os Estados-membros que quiserem a ajuda do Banco Europeu de Investimento para a reestruturação da indústria de laticínios”, acrescentou Phil Hogan.

Os produtores poderão pedir crédito a um prazo de 10 ou 12 anos, com uma taxa fixa e com um padrão regular de pagamentos.

Em relação a regiões com necessidades específicas, como é o caso do arquipélago dos Açores, a Comissão Europeia recorda que existem medidas de apoio adicionais.

O programas de desenvolvimento rural para os Açores, no valor de 295 milhões de euros, já prevê medidas modernização deste setor.