Última hora

Última hora

Netanyahu volta a criticar eventual acordo sobre o nuclear iraniano

Pelo terceiro dia consecutivo, Benjamin Netanyahu criticou qualquer acordo entre as grandes potências e o Irão sobre o nuclear. Desta vez, o palco

Em leitura:

Netanyahu volta a criticar eventual acordo sobre o nuclear iraniano

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo terceiro dia consecutivo, Benjamin Netanyahu criticou qualquer acordo entre as grandes potências e o Irão sobre o nuclear. Desta vez, o palco escolhido pelo primeiro-ministro israelita foi a Knesset, na primeira sessão parlamentar desde as legislativas onde o seu partido obteve uma confortável vitória.

Netanyahu afirmou que “a maior ameaça para a segurança e o futuro [de Israel] era e continua a ser a tentativa do Irão para se dotar de armas nucleares. E parece que o acordo que se está a formar em Lausanne abre o caminho a essa via”.

Telavive rejeita qualquer compromisso que permita a Teerão manter a capacidade para enriquecer urânio, nomeadamente através de instalações subterrâneas, do reator de Arak e de centrifugadoras aperfeiçoadas, defendendo que todo o material nuclear já enriquecido pela república islâmica em percentagens superiores às necessárias para o uso civil deve ser transferido para fora do país.