Última hora

Última hora

Polícia turca liberta procurador, dois sequestradores mortos

Na Turquia, já terminou o sequestro do procurador responsável pela investigação à morte de Berkin Elvan, o jovem que se tornou num símbolo de

Em leitura:

Polícia turca liberta procurador, dois sequestradores mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, já terminou o sequestro do procurador responsável pela investigação à morte de Berkin Elvan, o jovem que se tornou num símbolo de oposição ao Governo turco.
Os dois homens que mantiveram o magistrado retido dentro de um tribunal em Istambul foram mortos pelas forças de segurança. O procurador foi levado para o hospital com ferimentos. A informação foi avançada pelo chefe da polícia turca.

Os autores do sequestro são membros do grupo de extrema-esquerda Frente Partidária de Libertação do Povo Revolucionário (DHKP/C).

Os sequestradores entraram no edifício do tribunal durante a manhã, ocupando o gabinete do procurador durante seis horas. As fotografias publicadas nas redes sociais mostram o magistrado com uma arma apontada à cabeça.

Mehmet Selim Kiraz é o responsável pela investigação à morte de Berkin Elvan. O jovem de 15 anos morreu em Março de 2014 depois de ter estado vários meses em coma. Berkin foi atingido na cabeça por uma granada de gás lacrimogéneo lançada pela polícia durante os protestos contra o governo de Recep Erdogan. Erdogan que na altura era primeiro-ministro e é agora Presidente da Turquia.
O jovem acabou por se tornar num símbolo da oposição ao governo.

O grupo extremista acusam o procurador de não estar a fazer o suficiente para encontrar os responsáveis pela morte do jovem que acabou por se tornar num símbolo da oposição ao governo…e exigia que o polícia que disparou a granada confessasse o crime e que os membros das autoridades envolvidos no caso sejam julgados por um tribunal popular.
O DHKP/C exigia também que se retirem as acusações contra os manifestantes que protestaram contra o Governo de Erdogan durante o funeral de Berkin Elvan.

Já ao final da tarde, depois de várias horas e negociação, as forças especias turcas preparam uma operação para terminar com o sequestro. Durante a tarde, o vice-primeiro-ministro turco deu ordens para “banir temporariamente” as emissões televisivas sobre o sequestro.

Também durante a tarde, o pai de Berkin Elvan, através das redes sociais, condenou esta ação: “Queremos justiça. Não queremos que ninguém jorre uma gota de sangue sequer. Não queremos que outras mães chorem”, disse Sami Elvan.

O DHKP/C é considerado um grupo terrorista pela União Europeia, Estados Unidos e pela própria Turquia. O grupo foi criado em 1978 com inspiração marxista-leninista. O grupo tem estado ligado a actos terroristas, como o que ocorreu a 7 de Janeiro junto a uma esquadra de polícia em Istambul. Para além do bombista suicida, um polícia morreu e outro ficou ferido.