Última hora

Última hora

A diferença entre nudez e 'estar nu' na Grécia Antiga

Em leitura:

A diferença entre nudez e 'estar nu' na Grécia Antiga

Tamanho do texto Aa Aa

Uma exposição em Londres lança um novo olhar sobre a representação do corpo na Grécia antiga. Para a civilização helénica, o corpo era um elo de

Uma exposição em Londres lança um novo olhar sobre a representação do corpo na Grécia antiga. Para a civilização helénica, o corpo era um elo de ligação à natureza e à cultura.

Point of view

Estar nu, para os gregos, é algo acidental, é como ficar sem roupa de forma não intencional, ou então trata-se de uma prática indecente associada à nobreza. Mas a nudez é um ato intencional, é como um uniforme que se veste quando se tira a roupa. A nudez é o uniforme dos justos.

“Para os gregos, o corpo era um elemento cultural. A cultura grega antiga integrava as representações do corpo humano. O corpo estava ligado a quase todos os aspetos da cultura grega. Era visto como uma representação das estrelas, da lua, do sol, das ondas, ou das ideias de justiça, vingança e persuasão”, explicou Ian Jenkins, comissário da exposição.

A cultura grega antiga é frequentemente associada à nudez. Para o especialista, há uma diferença entre estar nu e nudez.

“Estar nu, para os gregos, é algo acidental, é como ficar sem roupa de forma não intencional, ou então trata-se de uma prática indecente associada à nobreza. Mas a nudez é um ato intencional, é como um uniforme que se veste quando se tira a roupa. A nudez é o uniforme dos justos”

A mostra pode ser visitada no Museu Britânico em Londres até 5 de julho.