This content is not available in your region

Nuclear: EUA impacientes

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Nuclear: EUA impacientes

<p>As negociações entre os 5+1 e o Irão sobre o programa nuclear iraniano irão continuar esta quinta-feira, mas, em Washington, a paciência começa a esgotar-se.</p> <p>É cada vez mais difícil à administração norte-americana<br /> justificar internamente a aposta no que já foi visto como a possível grande vitória da política externa de Barack Obama. </p> <p>“Se chegarmos a uma situação em que as conversações caiem num impasse, os Estados Unidos e a comunidade internacional estão preparados para abandonar a mesa de negociações. Temos sido muito claros acerca dos compromissos que esperamos desde há mais de um ano”, afirmou Josh Earnest, secretário de imprensa da Casa Branca.</p> <p>Os republicanos, que desde o início se opuseram às conversações com o Irão, acusam Barack Obama de fazer demasiadas cedências apenas para conseguir um acordo e de deliberadamente ultrapassar o Congresso, onde têm a maioria. </p> <p>“A administração Obama podia ter negociado muito melhor. Especialmente no início tinham muitas cartas para jogar e entregaram a margem de manobra aos iranianos logo aí. Trocaram concessões temporárias e reversíveis dos iranianos por concessões americanas muito importantes e irreversíveis”, disse o analista político Mike Doran. </p> <p>O correspondente da Euronews em Washington acompanha as reações internas norte-americanas. </p> <p>“A data limite para um acordo definitivo com o Irão é o fim de junho, o que dá à administração Obama mais alguns meses para convencer o Congresso. Contudo os republicanos e muitos democratas continuam céticos quanto ao Irão ser merecedor de confiança”, sublinha Stefan Grobe.</p>