Última hora

Última hora

Germanwings: Segunda caixa negra confirma ação deliberada do copiloto

A segunda caixa negra do avião da Germanwings confirma que o copiloto, Andreas Lubitz, despenhou de forma deliberada o aparelho, com 150 pessoas a

Em leitura:

Germanwings: Segunda caixa negra confirma ação deliberada do copiloto

Tamanho do texto Aa Aa

A segunda caixa negra do avião da Germanwings confirma que o copiloto, Andreas Lubitz, despenhou de forma deliberada o aparelho, com 150 pessoas a bordo.

Segundo o gabinete gaulês de investigação, Andreas Lubitz fez descer o avião para uma altitude equivalente a 30 metros e, na fase de descida, aumentou a velocidade.

A segunda caixa negra, com os parâmetros de voo, foi encontrada quinta-feira. Estava escurecida pelo fogo e enterrada a 20 centímetros de profundidade, numa zona que já tinha sido revistada pelas equipas de busca.

A agente Alice Coldefy explica como a encontrou: “Tínhamos encontrado um monte de roupas e revistámos. Fizemos descer destroços da colina e foi nessa altura que encontrei uma caixa. Era preta, a cor da terra naquela zona”.

As autoridades francesas dizem já ter identificado 150 perfis ADN. Mas a identificação das vítimas poderá demorar ainda várias semanas.

Na Alemanha, o procurador adianta que o copiloto procurou na internet informações sobre suicídio e o funcionamento das portas do “cockpit”.

O jornal Der Spiegel revela também que estão em curso buscas aos consultórios de cinco médicos, neurologistas e psiquiatras, consultados por Andreas Lubitz.