Última hora

Última hora

Liga Portuguesa, J27: Benfica e Porto seguem prego a fundo

Em leitura:

Liga Portuguesa, J27: Benfica e Porto seguem prego a fundo

Tamanho do texto Aa Aa

Benfica e FC Porto mostraram que as escorregadelas da 26ª jornada não passaram de acidentes de percurso que não fizeram mossa. A luta pelo título promete e as duas equipas venceram e convenceram a jogar em casa na 27ª jornada.

Os encarnados são o exemplo perfeito de uma equipa com duas caras. Se o Benfica que perdeu em Vila do Conde e Paços de Ferreira teria dificuldades em lutar por um lugar na Europa, o Benfica que recebeu e venceu o Nacional por 3-1 (o mesmo que goleou o Estoril, arrasou na Madeira e anulou por completo o Sporting de Braga) é o mais forte candidato ao título.

Não quer dizer que seja assim tão superior à concorrência, mas a verdade é que a jogar desta forma dificilmente perderá a vantagem de três pontos que tem na liderança. No entanto ainda há muito campeonato pela frente e se o título está reservado para quem for mais regular, o Benfica tem sido tudo menos isso.

São estes os números da vitória de ontem frente ao CD Nacional por 3-1! #CarregaBenfica

Posted by Sport Lisboa e Benfica on Sunday, 5 April 2015

No duelo frente ao Nacional os pupilos de Jorge Jesus não deram hipóteses. Juntando nota artística e eficácia, facilmente construiram uma vantagem de três golos. Jonas, por duas vezes, e Lima fizeram o gosto ao pé.

Para desgosto dos adeptos, lá retiraram o pé do acelerador na reta final e os madeirenses aproveitaram para marcar o tento de honra por intermédio de Tiago Rodrigues.

Dois dias depois, o Porto recebeu o Estoril e não quis fazer a coisa por menos. A vitória dos azuis-e-brancos nunca esteve em dúvida e contrariamente aos encarnados, nunca retiraram o pé do acelerador.

Venceram por 5-0 com golos de Óliver, Aboubakar, Quaresma (marcou por duas vezes e foi o melhor jogador em campo) e Danilo.

O lateral brasileiro mostrou que não se deixou afetar pela transferência para o Real Madrid e fez o quarto golo dos portistas.


Já o Estoril atravessa uma fase negra. Não vence um encontro na Liga desde 25 de janeiro (1-0 ao Arouca), desde então já lá vão nove jogos sem conhecer o sabor da vitória.

O Sporting voltou a escorregar ao não ir além de um empate a uma bola frente ao Paços de Ferreira. Os leões criaram oportunidades mais que suficientes para sair da Mata Real com uma vitória folgada mas estiveram claramente pouco inspirados na hora de rematar à baliza.

Resumo do empate do #SportingCP na Mata Real, esta noite, frente ao Paços de Ferreira. See the goals of tonight's draw against Paços de Ferreira.

Posted by Sporting Clube de Portugal on Saturday, 4 April 2015

Ainda assim a equipa verde-e-branca segue tranquila na terceira posição, com mais sete pontos que o Sporting de Braga. Depois de três jogos sem saborear a vitória os arsenalistas regressaram aos triunfos. Venceram o Gil Vicente em Barcelos com dois golos de Zé Luís.

Continuando pelo Minho, também o Vitória de Guimarães voltou a conquistar os três pontos depois de três derrotas consecutivas. A equipa de Rui Vitória impôs-se ao Arouca graças a um tento solitário de Moreno.

Na luta pela Europa, o Belenenses aproveitou o empate do Paços de Ferreira para subir à sexta posição. A equipa do Restelo também regressou aos triunfos (há quatro jogos que não sabia o que era vencer) ao receber e vencer o Moreirense por 2-0.

#CFBvsMFCO Belenenses recebeu, e venceu, a equipa do Moreirense por 2-0, com golos de Fábio Sturgeon (40') e…

Posted by Os Belenenses on Saturday, 4 April 2015

Na zona perigosa da tabela, a Académica continua a sentir o efeito José Viterbo. É verdade que desta vez os estudantes não foram além de um nulo na receção ao Rio Ave, mas também é verdade que ainda não conheceram o sabor da derrota desde que colocaram os destinos da equipa nas mãos de um homem que conhece o clube como poucos.

Também o Vitória de Setúbal melhorou com a aposta num homem da casa para o banco. Desde que assumiu o comando da equipa, Bruno Ribeiro apenas sofreu três derrotas em dez jornadas. Também só venceu por duas vezes, é certo, mas ponto a ponto os sadinos têm-se afastado dos lugares da descida. O último ponto foi conquistado em pleno caldeirão dos Barreiros frente ao Marítimo.

Quem está numa situação cada vez mais preocupante é o Penafiel. A equipa de Carlos Brito não foi além de um empate a dois na receção ao Boavista e viu os três pontos fugir já nos descontos.