Última hora

Última hora

Grécia promete pagar ao FMI...mas depois?

Em leitura:

Grécia promete pagar ao FMI...mas depois?

Tamanho do texto Aa Aa

O governo da Grécia garante que vai pagar, esta quinta-feira, 9 de abril, cerca de 460 milhões de euros de dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Mas, muitos estão preocupados que, para cumprir com os compromissos externos, Atenas não tenha dinheiro para responder às obrigações internas agendadas para os próximos dias.

O ministério das Finanças assegura que não há razão para preocupações com os pagamentos: “Estamos prontos já há algum tempo. O dinheiro para o FMI foi colocado de parte e o dinheiro para os juros também. Não temos qualquer problema para pagar salários, pensões e benefícios sociais”, refere Dimitris Mardas, responsável pela contabilidade de Atenas.

Mas, nem todos estão convencidos:

“O governo grego garante que não há motivo para os credores estarem preocupados. Ao mesmo tempo, milhares de funcionários vivem em sobressalto, porque os seus salários dependem dos pagamentos do estado”, afirma a correspondente da euronews, Symela Touchtidou.

É o caso das empresas de construção civil, cerca de 5000, que executam obras públicas financiadas pelo Estado e pela União Europeia.

O secretário-geral da associação de empreiteiros está preocupado. “Há um elevado risco de não podermos pagar o subsídio de Páscoa aos nossos empregados. Este é um período com muitas obrigações. Temos de pagar o IVA, impostos, Segurança Social”, afirma Dimitris Constantinidis.

Os empreiteiros não recebem há três meses. Os mais de 260 milhões de euros desbloqueados pelo ministério da Economia estão “congelados” no Banco da Grécia, que aguarda autorização do ministério das Finanças para pagar aos privados.