Última hora

Última hora

Portugal: Taxas de juros da dívida em terreno negativo

Em leitura:

Portugal: Taxas de juros da dívida em terreno negativo

Tamanho do texto Aa Aa

As taxas de juro da dívida portuguesa recuam em todos os prazo e em alguns casos são já negativas.

Um dado positivo menos de um ano após o fim do programa de resgate português.

No caso da emissão de dívida com maturidade de 15 de outubro de 2016 as “yields” (o rendimento pago ao investidor) estão negativas, segundo Filipe Garcia do Banco Carregosa, citado pela agência Lusa. Durante a manhã, no mercado secundário, a taxa de juro atingiu -0,04%, o valor mais baixo de sempre.

Os juros das obrigações a dez anos caíram para para 1,622%, contra 1,623% na quarta-feira. O atual mínimo de sempre é 1,560% e remonta a 13 de março.

No caso dos títulos a dois anos, as taxas recuaram de 0,030% para 0,012%.

A tendência de queda das taxas de juro refletia-se já na dívida espanhola, irlandesa e italiana. Esta semana, Espanha financiou-se também com taxas negativas, ou seja, os investidores pagam para deter os títulos considerados seguros.

O mercado obrigacionista beneficia do programa de compra de dívida soberana, lançado em março pelo Banco Central Europeu, para reanimar a inflação e a economia. Prevê gastar 60 mil milhões de euros por mês.