This content is not available in your region

França: líder da Frente Nacional submete pai a "processo disciplinar"

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com AFP / LUSA
França: líder da Frente Nacional submete pai a "processo disciplinar"

<p>É a rutura total entre as duas gerações na liderança da Frente Nacional em França. Depois das declarações anti-semitas de Jean-Marie Le Pen à revista de extrema-direita Rivarol, a filha e líder do partido, Marine Le Pen, instou o pai a abandonar a vida política e anunciou a abertura de um “processo disciplinar“contra o fundador e presidente da formação durante quase 40 anos.</p> <p>Marine Le Pen frisou que ele “devia fazer prova de sabedoria, assumindo as consequências dos distúrbios que provocou e, talvez, pondo fim às suas responsabilidades políticas”.</p> <p>Muitos apoiantes do partido da extrema-direita francesa vêem com bons olhos o distanciamento entre as duas gerações Le Pen.</p> <p>Um residente de Paris diz que “vendo as posições do pai, é uma boa estratégia que ela se demarque dele. E agora mostra efetivamente a oposição clara ao pai, e isso permitirá que ganhe mais apoios”.</p> <p>Outro afirma que “ela tem razão, porque é um velho rabugento que deve ser removido. Ele faz de propósito e, por isso, deve ser posto na rua e tudo será mais limpo”.</p> <p>A líder da Frente Nacional pretende impedir que o pai represente o partido nas eleições regionais de dezembro.</p> <p>Muitos analistas políticos também acreditam que o afastamento é favorável a Marine Le Pen, que tem os olhos postos nas presidenciais de 2017.</p>