Última hora

Última hora

Polacos homenageiam Lech Kaczynski cinco anos da sua morte

Foi há cinco anos que o avião presidencial polaco se despenhou, quando tentava chegar ao aeroporto de Smolensk, no oeste da Rússia, matando os 96

Em leitura:

Polacos homenageiam Lech Kaczynski cinco anos da sua morte

Tamanho do texto Aa Aa

Foi há cinco anos que o avião presidencial polaco se despenhou, quando tentava chegar ao aeroporto de Smolensk, no oeste da Rússia, matando os 96 ocupantes, entre eles estavam o então presidente da Polónia, Lech Kaczynski, e a mulher.

No cemitério onde estão enterrados, o atual Presidente e Primeiro-ministro polacos, prestaram-lhes homenagem.

Frente ao Palácio presidencial, o irmão gémeo de Lech Kaczynski, antigo Primeiro-ministro e presidente do partido Lei e Justiça, rodeou-se de militantes e simpatizantes da sua formação para, juntos, homenagearem, também eles, o casal e as restantes vítimas do acidente.

A justiça está ainda a braços com este caso. No final de março, a procuradoria militar da Polónia acusou, formalmente, dois controladores aéreos russos pela sua atuação neste acidente depois de ter encontrado novas provas que apontam para a responsabilidade direta de um deles e indireta do outro.

As autoridades russas garantem que os dois funcionários não tiveram nada a ver com o acidente e divulgaram a transcrição de uma nova gravação, de uma das caixas negras do Tupolev, na qual, afirmam, se ouvem membros do staff do Presidente pedirem aos pilotos para aterrarem, ainda que as condições meteorológicas fossem péssimas.