Última hora

Última hora

Uma sexta-feira tecnológica

Em leitura:

Uma sexta-feira tecnológica

Tamanho do texto Aa Aa

A partir desta sexta-feira, os fãs da Apple no Japão, Europa e América do Norte já podem testar e encomendar o Apple Watch.

Mas o relógio inteligente só estará disponível a partir de 24 de abril, na internet, nas lojas da marca e, desta vez, também em negócios de produtos de luxo.

O aparelho, com preços entre 400 e mais de 11 mil euros (para a versão em ouro), permite receber mensagens, telefonar ou ouvir música. Estima-se que a Apple possa vender entre oito milhões e 40 milhões de relógios, segundo as várias consultoras.

Nas lojas, as opiniões divergem.

Um cliente francês afirmava: “Tem a garantia de qualidade da Apple. Gostaria de o ver. Há o interface da Apple, por isso, os fãs não ficarão desiludidos”.

Já um alemão defendia: “O ecrã pequeno é um inconveniente, por exemplo, para ver fotografias. Estou habituado a um telemóvel grande e vejo sempre as fotografias no telemóvel”.

No mesmo dia, a sul-coreana Samsung lançou o Galaxy S6 e S6 Edge, o modelo encurvado.

A empresa sul-coreana conta com os novos aparelhos para recuperar quota de mercado e receitas perdidas, após o fracasso das vendas do S5, lançado no ano passado.

Isso refletiu-se na bolsa.

No último ano, o fosso entre Apple e Samsung alargou-se. As ações da Apple subiram 69,24%. As da Samsung ganharam apenas 7,97%.

Em 2011, a Samsung tornou-se o maior fabricante mundial de telemóveis, mas segundo as estimativas, terá sido superada pela Apple no final do ano passado.

O Galaxy S6, com um preço de base de 700 euros, vai tentar fazer face ao grande sucesso do iPhone 6.

[YOU] Seria capaz de comprar um "smartwatch"?❏ SIM❏ NÃO❏ NÃO SEI

Posted by euronews on Friday, 10 April 2015