This content is not available in your region

Condenado à morte o líder da Irmandade Muçulmana

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Condenado à morte o líder da Irmandade Muçulmana

<p>O Tribunal Penal de Gizé, no Cairo, confirmou a condenação à morte de Mohamed Badie, líder espiritual da Irmandade Muçulmana, e de 13 outras pessoas, dois ativistas e onze membros desta organização, considerada terrorista, pelas autoridades egípcias.</p> <p>Os 14 detidos foram considerados culpados, entre outras coisas, da acusação de incitamento à violência, para desestabilizar o Estado, e de planearem ataques, durante os protestos que se seguiram à deposição de Mohamed Morsi, em 2013.</p> <p>Mais de vinte pessoas viram a pena capital comutada para prisão perpétua. Mohamed Soltan, filho de um dos líderes da irmandade, o Imã Salah Soltan, um jovem cidadão egípcio-americano que está em greve de fome, foi um dos condenados a quem a pena foi comutada. Soltan foi acusado de ajudar a Irmandade e de difundir notícias falsas sobre as vitórias do movimento.</p> <p>Estas decisões não são definitivas. Os condenados podem ainda recorrer ao Supremo Tribunal que já anulou, por diversas vezes, sentenças como estas. Mohamed Badie tinha sido já condenado à prisão perpétua por outros tribunais.</p>