Faleceu o escritor Günter Grass

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Lusa
Faleceu o escritor Günter Grass

<p>O escritor alemão Günter Grass, Prémio Nobel da Literatura em 1999, morreu esta segunda-feira numa clínica de Lübeck. <br /> Escritor, poeta, dramaturgo e artista plástico, nasceu em Danzig, a 18 de outubro de 1927, onde estudou até aos 16 anos, tendo-se alistado na juventude hitleriana.</p> <p>Ferido e detido em 1945 na Checoslováquia, foi libertado e instalou-se em Paris. Em 1956, publicou o primeiro livro, “O Tambor”, que obteve sucesso mundial e foi adaptado ao cinema pelo realizador Volker Schloendorff.</p> <p>No livro autobiográfico “O Descascar da Cebola”, publicado em 2006, revelou ter pertencido às Waffen SS, a tropa de elite de Hitler.</p> <p>Em 2012, num poema, criticou Israel que acusou de “ameaçar a paz mundial”, tendo sido declarado “persona non grata”</p> <p>Depois da guerra, associou-se politicamente aos escritores antifascistas do “Grupo 47” e ao social-democrata Willy Brandt, e mais tarde ao chanceler Gerhard Schroeder.</p> <p>“Ele foi uma figura paternal que causava problemas aos que depois de 1945 queriam rapidamente esquecer o passado”, disse o ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier.</p> <p>Pai de quatro filhos, vivia em Lübeck e escreveu cerca de trinta obras ao longo da carreira, entre elas, “O Cão de Hitler”, “O Gato e o Rato”, “O Linguado” e “Em Viagem de uma Alemanha à outra”.</p>