Última hora

Última hora

Levantamento das sanções inegociável para um acordo sobre o nuclear

Teerão minimiza o destaque dado ao Congresso norte-americano em torno de um acordo sobre o nuclear. O chefe de Estado iraniano diz que é preciso

Em leitura:

Levantamento das sanções inegociável para um acordo sobre o nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

Teerão minimiza o destaque dado ao Congresso norte-americano em torno de um acordo sobre o nuclear. O chefe de Estado iraniano diz que é preciso clarificar algumas questões, a começar por uma das mais controversas: as sanções impostas ao país já que vão ser decisivas para a conclusão de um acordo.

Hassan Rouhani diz que o Irão exige o mesmo em troca do que dá, ou seja, interação, boa vontade e respeito. O presidente aproveita, ainda, para enviar uma mensagem para os países que integram o chamado grupo dos 5+1, bem como, ao presidente dos Estados Unidos, à Câmara dos Representantes, Senado e instituições internacionais: não vai haver entendimento se o levantamento das sanções não for mencionado no acordo.

Palavras dirigidas não só aos Estados Unidos que, até ao momento, só admitiram o levantamento progressivo das sanções, mas também às Nações Unidas e à União Europeia. Teerão garante que este ponto não é negociável.

Em paralelo prosseguem as discussões com a Agência Internacional de Energia Atómica.

O grupo dos 5+1 e o Irão voltam à sentar-se à mesa das negociações a 21 de abril.