Última hora

Última hora

Líder iraquiano de visita a Washington para consolidar relações

Sete meses após a eleição de Haider al-Abadi, o primeiro-ministro iraquiano reuniu-se esta terça-feira em Washington com o presidente

Em leitura:

Líder iraquiano de visita a Washington para consolidar relações

Tamanho do texto Aa Aa

Sete meses após a eleição de Haider al-Abadi, o primeiro-ministro iraquiano reuniu-se esta terça-feira em Washington com o presidente norte-americano, Barack Obama.

A luta contra os extremistas do auto-proclamado Estado Islâmico dominou o encontro.

Quais são desafios que se colocam?

“De momento existe a luta contra o Estado Islâmico mas há ainda o problema desta ameaça abranger vários territórios, recursos e rendimentos. Como é que se vai juntar um país cheio de milícias sob um único exército iraquiano? Como é que se convencem as populações a regressarem aos territórios e a viverem lado a lado com aqueles que mataram ou vice-versa?”, adianta Denise Natali, docente da Universidade de Defesa Nacional.

O encontro desta terça-feira entre os dois líderes marca o início de uma nova etapa nas relações entre os dois países.

Para o correspondente da euronews em Washington, Stefan Grobe, “Abadi goza de uma boa dose de boa-vontade por parte da administração norte-americana, em contraste com o seu antecessor; Nouri Al-Maliki. Ainda assim, o Iraque enfrenta questões importantes relativamente à campanha contra o Estado Islâmico; como lídar com as milícias pró-Irão e como enfrentar um défice multi-milionário”.