Última hora

Última hora

Termo das eleições no Sudão

No Sudão, os locais de voto foram encerrados na quinta-feira, depois de quatro dias de eleições que o presidente Omar al-Bashir e o seu partido têm

Em leitura:

Termo das eleições no Sudão

Tamanho do texto Aa Aa

No Sudão, os locais de voto foram encerrados na quinta-feira, depois de quatro dias de eleições que o presidente Omar al-Bashir e o seu partido têm grandes probabilidades de vencer.

A comissão eleitoral tinha prolongado por um dia estas eleições presidenciais e legislativas, que os observadores afirmam terem registado fraca participação dos eleitores.

Para Ibrahim Ghandour, vice-presidente do partido governamental, a frequência eleitoral não deixa nada a desejar.

“Posso garantir que estamos satisfeitos com a participação dos cidadãos. Aqueles que falam de uma baixa frequência não estão bem informados e é deliberadamente que o fazem”, afirmou Ghandour, um dos políticos de confiança do presidente sudanês.

No poder desde 1989, Omar al-Bashir enfrentou nestas eleições candidatos pouco conhecidos, com a oposição a boicotar o escrutínio. Dois dos 15 candidatos à presidência, os independentes Omar Awad al-Karim e Ahmed Radi, abandonaram a corrida, denunciando irregularidades durante o processo eleitoral.

Em março de 2009, o Tribunal Penal Internacional emitiu um mandado de prisão contra o presidente do Sudão, acusado de genocídio em Darfur.