Última hora

Última hora

Iémen: líder dos xiitas huties promete continuar a lutar

A Arábia Saudita está ao serviço dos Estados Unidos no Iémen. Palavras do líder da rebelião xiita Abdul Malik al-Huthi na primeira reação pública a

Em leitura:

Iémen: líder dos xiitas huties promete continuar a lutar

Tamanho do texto Aa Aa

A Arábia Saudita está ao serviço dos Estados Unidos no Iémen.

Palavras do líder da rebelião xiita Abdul Malik al-Huthi na primeira reação pública a pouco dias de se completar um mês sobre o início da ofensiva aérea liderada por Riade, a 26 de março.

Recentemente alvo de sanções por parte do Conselho de Segurança da ONU, o dirigente dos rebeldes huties diz que o Iémen foi invadido e promete continuar a lutar.

De acordo com organizações não-governamentais no terreno, a onda de violência no Iémen já terá provocado mais de 100 mil deslocados e apelam, por isso, à abertura imediata de corredores humanitários.

A Oxfam criticou, entretanto, a estratégia militar da coligação liderada pela Arábia Saudita, após a destruição de um armazém no norte do país onde se encontravam mantimentos destinados à população.

O número de deslocados pode vir a aumentar nos próximos dias.

Um ataque aéreo contra uma base de mísseis controlada por rebeldes xiitas hutis, em Saana, esta segunda-feira aterrorizou muitos habitantes que admitem agora abandonar a cidade.