Última hora

Última hora

Somália: Al Shabab reivindica ataque contra ONU

<bold> Domingo, pelo menos 13 soldados da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) foram mortos em outro ataque reivindicado pela Al Shabab no Sudoeste.

Em leitura:

Somália: Al Shabab reivindica ataque contra ONU

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo jihadista Al Shabab
reivindicou hoje o ataque contra um veículo da ONU, em Garowe, no nordeste da Somália, onde pelo menos seis pessoas foram mortas e quatro feridas.

O autocarro estava estacionado do lado de fora da sede da
Organização para a Alimentação e Agricultura da ONU (FAO) quando explodiu, esta manhã. A bomba foi colocada sob um assento do veículo e explodiu
quando este estava prestes a entrar no complexo da ONU.

Ontem, pelo menos 13 soldados da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) foram mortos em outro ataque reivindicado pela Al Shabab no Sudoeste.

Al Shabab, que em 2012 anunciou sua adesão formal à Al Qaeda,
luta para estabelecer um Estado islâmico na Somália. O país vive em clima de guerra e caos desde 1991, quando o ditador Mohamed Siad Barre, foi deposto deixando o país sem governo efetivo e nas mãos de milícias radicais islâmicas.