Última hora

Última hora

Cartoons: "é a rir que se castigam os costumes"

Gil Vicente celebrizou a expressão “ridendo castigat mores.” Por outras palavras, “é a rir que se castigam os costumes.” Desta vez, cartoonistas de

Em leitura:

Cartoons: "é a rir que se castigam os costumes"

Tamanho do texto Aa Aa

Gil Vicente celebrizou a expressão “ridendo castigat mores.” Por outras palavras, “é a rir que se castigam os costumes.”

Desta vez, cartoonistas de todo o mundo recorreram à sátira e ao humor para criticar aqueles que, desde há vários anos, permitem que centenas de imigrantes clandestinos continuem a morrer no mar Mediterrâneo.

Amnistia Internacional

Uma viagem em águas agitadas, mas não para todos. É o que revela o vídeo e a fotografia publicados nas redes sociais pela Amnistia Internacional

Our governments are spending money patrolling borders when they could be saving refugees and migrants’ lives. EU leaders have power to change this. Make them care: http://bit.ly/FortressEurope

Posted by Amnesty International on Wednesday, April 15, 2015

Ajudem os imigrantes clandestinos. São algumas das palavras mais ouvidas, nos quatro cantos do mundo, após mais uma semana de naufrágios no Mediterrâneo

O cartoonista francês Plantu compara o mar Mediterrâneo a um cemitério numa das últimas tragédias onde morreram 400 imigrantes clandestinos e aponta o dedo aos responsáveis políticos

França: Plantu no Le Monde

Seres humanos “pontapeados.” Peter Brookes, cartoonista britânico ilustra em imagem um sentimento partilhado por muitos em relação que está a acontecer com os imigrantes ilegais em Itália.

Reino Unido: Peter Brookes no The Times

A televisão Italiana RAI prestou homenagem a todos os partem nesta perigosa aventura em busca de uma vida melhor desta forma:

Itália: tributo da Rai

De Espanha chega um cartoon que dispensa qualquer comentário. Este vale por mil palavras.

Espanha: a UE de férias

Esta montagem tornou-se viral nas redes sociais. Na imagem vemos os líderes mundiais que participaram na marcha, em Paris, convocada após o massacre no semanário francês Charlie Hebdo, em risco de se afundarem

Líderes mundiais atravessam o Mediterrâneo

Diversos cartoonistas uniram-se para denunciar a política de abandono da União Europeia em relação aos imigrantes clandestinos. Estas são algumas das imagens publicadas pelo Movimento na plataforma online.

Movimento

Carne para canhão. É desta forma que o cartoonista sul-africano, Brandan E. Reynolds, ilustra o que está a acontecer

África do Sul: Brandan E. Reynolds