Última hora

Em leitura:

Polónia arma-se contra "ameaças" vindas do leste


Polónia

Polónia arma-se contra "ameaças" vindas do leste

Numa altura em que as tensões com a Rússia são fortes, o presidente polaco anunciou a intenção de adquirir mísseis Patriot aos Estados Unidos no valor de cinco mil milhões de dólares.

Se concretizado, – as negociações devem começar em maio – este será o maior contrato militar na história do Exército polaco.

O país é um pilar no seio da NATO e modernizar o seu programa de sistema de defesa reforça diretamente a força militar da Aliança Atlântica, na ótica de Washington.

Bronislaw Komorowski justifica: “Eu gostaria de sublinhar que isto deve-se à intensificação das ameaças e dos perigos que pesam sobre o nosso território. É importante não perder tempo e reagir”.

Varsóvia anunciou também a compra de 50 helicópteros de transporte, helicópteros militares gama Airbus, que serão testados durante o verão. Uma operação a rondar os 3 mil milhões de euros.

Alguns especialistas sugerem, contudo, que a compra de todo este material pode ser apenas uma medida política visando à reeleição de Komorowski, em maio.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Clandestinos: Renzi quer "intervenção nos territórios"