This content is not available in your region

Ciclismo: Astana conserva licença World Tour mas fica sob vigilância apertada

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com EFE, AFP
Ciclismo: Astana conserva licença World Tour mas fica sob vigilância apertada

<p>Apesar de dois casos de doping, a Astana continua no World Tour, as provas de elite da União Ciclista Internacional (<span class="caps">UCI</span>). Assim, o italiano Vincenzo Nibali vai provavelmente poder defender o título na Volta a França em Bicicleta. Dizemos provavelmente, porque a licença da Astana está sujeita a uma monitorização apertada, que foi definida pela Comissão de Licenças da <span class="caps">UCI</span> e pelo Instituto de Ciências do Desporto da Universidade de Lausana (<span class="caps">ISSUL</span>).</p> <p>É o instituto suíço que vai verificar se a Astana cumpre com as condições estabelecidas. O processo contra a equipa de ciclismo pode ser reaberto a qualquer momento se houver uma violação das medidas impostas.</p> <p>A Astana estava a correr com uma licença provisória, passada em dezembro, depois de dois casos de doping por <span class="caps">EPO</span> na equipa. As ligações ao médico Michele Ferrari de alguns corredores e os mais recentes casos de dopagem tinham levado o presidente da <span class="caps">UCI</span>, Brian Cookson a pedir a revogação da licença da equipa.</p>