This content is not available in your region

Migrações: Associações consideram medidas da UE insuficientes

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Migrações: Associações consideram medidas da UE insuficientes

<p>As associações humanitárias reclamam medidas mais assertivas do que as anunciadas, na quinta-feira, pela União Europeia para combater a crise dos migrantes no Mar Mediterrâneo.</p> <p>Os líderes europeus triplicaram, para 120 milhões de euros, o orçamento da missão ‘Tritão’, para operações de patrulhamento e salvamento.</p> <p>“A Europa deu um pequeno passo atrás, em relação ao abismo moral, aumentando a capacidade de busca e resgate e também por triplicar o orçamento da Tritão, mas ainda não existe clareza sobre a área operacional da capacidade de busca e salvamento ou de que vai priorizar a busca e resgate, ao invés do controlo das fronteiras”, interroga a porta-voz da “Save the children”, Gemma Parkin.</p> <p>O capitão do cargueiro Maersk Regensburg considera que limitar a missão Tritão às 30 milhas náuticas da costa italiana impede que se preste auxílio aos barcos que naufragam perto da costa da Líbia.</p> <p>“Na minha opinião se a União Europeia está a a apontar para o limite das 30 milhas, para as operações de resgate, isso irá ter muito pouco impacto na área onde ocorre a maioria dos resgates”, informa o capitão Lewington. </p> <p>O oficial considera que os resgates das águas do Mediterrâneo não vão terminar e que são precisas mais medidas das autoridades europeias.</p> <p>Lewington diz, ainda, que está “à espera que os resgates continuem” e que podem ou não “ser chamados a intervir”. Pensa, ainda, “que é preciso fazer alguma coisa. Não se deve reduzir as coisas aos navios comerciais.”</p> <p>O presidente da Comissão Europeia, anunciou que não haverá uma mudança do mandato da Tritão, de modo a torná-la numa operação de salvamento e resgate. Jean-Claude Juncker afirmou que a Comissão anunciará, a 13 de maio, uma nova estratégia sobre as migrações.</p>