Última hora

Última hora

Iémen: Apelos ao cessar-fogo não evitam novos confrontos no sul do país

Os combates no Iémen parecem longe de um cessar-fogo, quando 27 pessoas morreram este sábado, em diversos confrontos entre os rebeldes xiitas e as

Em leitura:

Iémen: Apelos ao cessar-fogo não evitam novos confrontos no sul do país

Tamanho do texto Aa Aa

Os combates no Iémen parecem longe de um cessar-fogo, quando 27 pessoas morreram este sábado, em diversos confrontos entre os rebeldes xiitas e as forças fiéis ao presidente Hadi, no sul do país.

Os novos combates ocorrem horas depois da aviação saudita ter lançado um novo ataque aéreo, na sexta-feira, sobre a cidade de Taez, às mãos das milícias xiitas.

Apesar de Riad ter anunciado o fim das operações aéreas, as forças da coligação árabe prosseguem os ataques pontuais sobre as posições rebeldes.

O ex-presidente iemenita, Ali Abdallah Saleh, até agora aliado da rebelião, apelou ontem aos Houtis para que se retirem das cidades ocupadas, para permitirem o início das negociações de paz propostas pela ONU.

Na capital, Sanaa, um habitante relata as consequências dos bombardeamentos dos últimos dias, “Existiam aqui 54 casas, onde viviam 75 famílias, mas todos fugiram depois dos ataques aéreos.Trata-se de uma zona histórica que data do império otomano, mas agora somos todos vítimas dos ataques aéreos”.

Os Estados Unidos voltaram ontem a apelar ao fim dos combates, quando a tensão com o Irão parece diminuir ao largo do Iémen. Teerão e Washigton retiraram ontem quatro navios de guerra da região, quando sete embarcações norte-americanas permanecem estacionadas ao largo do país.