Última hora

Última hora

UE posta à prova por novas vagas de imigrantes clandestinos

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, encontrou-se esta segunda-feira com a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, e

Em leitura:

UE posta à prova por novas vagas de imigrantes clandestinos

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, encontrou-se esta segunda-feira com a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, e com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, ao largo do porto de Taranto, no Sul da Itália. Um encontro que teve como pano de fundo a questão da imigração clandestina, uma semana após o naufrágio no Mediterrâneo, da embarcação que transportava mais de 700 pessoas.

Entretanto, um novo grupo de 267 imigrantes chegou a Taranto, recolhidos pela marinha italiana a 40 milhas do porto líbio de Zuara, vindos do Chad, Eritrea, Etiópia e Togo.

As declarações de solidariedade da União Europeia são postas à prova pelas centenas de imigrantes africanos que continuam a tentar chegar à Europa.

Nos campos de detenção líbios de Zawya e Sorman, perto de Tripoli,estão cerca de 500 homens e mais de 200 mulheres e crianças. Centenas de pessoas vindas do Senegal, Nigéria, Eritreia e Etiópia que se quixam de uma situação impossível e que têm um só objetivo: atravessar o Mediterrâneo.

Muitos deles estão doentes, alguns com sida, hepatite e alergias e sem cuidados médicos.