Última hora

Última hora

Baltimore: mãe de Freddie Gray apela ao fim da violência

Foi declarado o estado de emergência em Baltimore, nos Estados Unidos, depois de mais uma noite de violência. O caos instalou-se após o funeral de um

Em leitura:

Baltimore: mãe de Freddie Gray apela ao fim da violência

Tamanho do texto Aa Aa

Foi declarado o estado de emergência em Baltimore, nos Estados Unidos, depois de mais uma noite de violência.

O caos instalou-se após o funeral de um jovem afro-americano de 25 anos. Freddie Gray estava sob custódia policial quando morreu, ao que tudo indica por falta de assistência médica.

Na tentativa de acalmar os ânimos foi decretado o recolher obrigatório.

“Isto não é uma guerra. Queremos paz, mas todos têm de contribuir para isso aconteça. Estão a tirar-nos tudo o que temos e nós vamos fazer o mesmo com essas pessoas. Estamos a lutra pelos nossos direitos” refere um manifestante.

A mãe de Freddie Gray critica a onda de violência e apela ao bom senso dos manifestantes.

“Estou magoada, mas não quero todas estas pessoas na rua. Quero justiça para o meu filho, mas não desta maneira. Não incendeiem a cidade por causa dele. Isso está errado” afirma Gloria Darden, mãe de Freddie Gray.

Larry Hogan, governador do Estado de Maryland alerta para a necessidade de distinguir os manifestantes.

“Tivemos muitos agitadores, gangues e jovens de todo o país que vieram à procura de problemas. Penso, no entanto, que estamos a falar de situações que nada têm a ver com as pessoas que se manifestaram recentemente, o que é lamentável” afirma.

Os confrontos provocaram pelo menos sete feridos graves.